O Despertar de um sonho

O Despertar de um sonho

DESPERTARAM

domingo, 9 de outubro de 2011

Amores e amores

Existe um tipo de amor que será eternamente abençoado; que é o amor destinado a nunca dar certo.
Veio forjado de fábrica, com um pé ainda em outra vida, já fadado ao fracasso. Poderia ter sido um contrato firmado antes mesmo do nascimento: essas pessoas irão nascer, olhar uma pra outra e apaixonar-se a primeira vista. Serão para sempre a doce memória um do outro, e dos momentos felizes, que ficarão destinados a permanecerem apenas momentos para todo o sempre. Porque este amor está fadado ao fracasso, e todos suspiram: que inveja!!!
Causas incontáveis vêm em auxilio dos amores destinados ao erro. Mudanças bruscas de plano de vida, de país, de projetos, busca de novos horizontes.
Outro mundo, outra religião, outra convicção política, a vida que encurtou antes do tempo.
A separação se instala em intensidade proporcional ao quão grande este AMOR veio ao mundo. Imagino o destino ditando a sentença: DECRETO QUE ESTE SERIA UM GRANDE AMOR, MAS NÃO O SERÁ, PORQUE É UM DESTES AMORES QUE NASCERAM COM O PLANEJAMENTO INVERTIDO. “JÁ EXISTE NELE O CARIMBO FATÍDICO.”
Que diferente seria se apenas o coração sofresse, a alma doesse, os corpos se separassem e a mente simplesmente esquecesse, e não se falasse mais nisso. Mas estes amores trazem consigo uma armadilha traiçoeira.
Os anos passam; os amores fracassados se desfacelam e seguem cada um o seu caminho. E encontram novos amores, não fadados ao fracasso, acreditam que a vida deu uma grande volta.
Acham que estão curados. E de repente, um cheiro invade o ar, uma música toca no rádio ao longe, e, incontrolavelmente, lá estão, todas de volta, as memórias do passado.
E percebe-se que o caminho que agora se trilha e que se crê amor, na verdade não o é seu. Seu grande amor foi aquele: O QUE ESTAVA DESTINADO A FRACASSAR.
O amor de verdade foi aquele que ficou ali, perdido naquele momento, naquela pessoa que foi embora e que a vida tornou tão distante.
Os anos passaram, tudo mudou, mas ficou impresso na alma um sabor que nenhum outro amor jamais recuperaria.
Triste seria, não fosse à sabedoria dos anos.
Os amores destinados a fracassar, são os amores mais abençoados que a vida poderia legar as poucas pessoas escolhidas. Histórias de amor tristes não são obra do acaso, são produtos de uma longa conspiração dos caminhos que a vida toma.
Primeiro trazem consigo a mais pura melodia, deixam à alma embriagar-se, e depois despejam um véu da noite, como uma névoa anestesiando os sentidos.
E todo está acabado. Os amantes inconformados culpam um ao outro pelo fim inesperado, enquanto a vida esconde-se sutilmente para despistar os desavisados de sua verdadeira culpa. Se pelo menos as vitimas dos amores fracassados compreendessem que nada poderiam contra este turbilhão!!
Que histórias de amor invejadas, estas histórias tristes!! Invejadas, porque são estes os amores mais sinceros, que deixam na alma uma marca que nada mais vai tirar. Cobiçadas, porque trazem consigo sentimentos que poucas pessoas têm a sorte de experimentar. “E ABENÇOADAS, PORQUE SÃO AS ÚNICAS HISTÓRIAS DE AMOR QUE ACABAM SEM ACABAR O AMOR, E SIM A HISTÓRIA”.




" Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo.
(Pitágoras)

5 comentários:

Bruno Matos (Snopolino) disse...

Pra mim só existe um amor, amor de mãe =D

http://www.muitacoisabizarra.blogspot.com

♪ Reê. Sbrisse (: disse...

O amoor, não tem nada mais facil e no mesmo tempo mais complicado do que escrever sobre o amor!
Adorei o post!

http://renegade-again.blogspot.com/

Ve ai! valeu!

Mauro Gutembergue disse...

As razões do amor são desconhecidas, os motivo que o faze desaparecer também. Há quem diga que amor que acaba, na verdade nunca começou....

Mas o que seria da vida sem essas emoções??

http://aieporreta.blogspot.com/

Guilherme Augusto disse...

Quando se ama, é para sempre... :)

Camila . disse...

O que falta no meu coração? :/